sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Dorme, Ná. Mamãe te chama quando chegar em casa.

Fim de festa. Minhas pálpebras pesam, difícil resistir. Estendo meus braços gordinhos na mesa enfeitada e adormeço.
Trevas.
Pontinhos de luz penetrando meus cílios. Papai me carrega enquanto se despede de todo mundo. Estou cansada, finjo que estou completamente adormecida, com o pescoço mal ajeitado, a cabeça jogada no ombro dele e os braços largados ao lado do corpo de qualquer jeito, enquanto meu par de All Stars número 26 balança nas mãos de mamãe, a meu lado, despedindo-se de titia.
Papai me leva até o carro. Quando chega, com muita agilidade abre uma das portas traseiras e me ajeita no banco. Fecha a porta e dá a volta no carro, tomando seu posto de motorista enquanto mamãe ajeita-se no banco do passageiro com as incontáveis Tapawers contendo pedaços de torta, salgadinhos, brigadeiros, bolos e afins.
A viagem de volta pra casa começa.
Me posiciono da melhor forma para um sono bem aproveitado. Porque o melhor sono é esse. Esse do banco traseiro desse Santana azul, quando tomo conta de todo meu corpinho, quando fico pensando o quão maior serei, quando fico pensando se algum dia serei tão importante para alguém quanto papai e mamãe são pra mim, quando fico pensando se terei uma irmazinha, quando sinto esse cheiro de carro, quando ouço as vozes de mamãe e papai comentando sobre a festa, quando as luzes da cidade penetram parcialmente por minhas pálpebras que voltam a ficar tão cansadas e escuras...escuras... Será que alguma fadinha vai aparecer e...aaaaah, que sono...
Será que alguma fadinha vai aparecer e me contar sobre o futuro?
Será que amanhã de manhã o Papai Noel já vai ter deixado minha bicicleta ao lado da árvore de Natal?
Será que...

Ps.: e são dessas coisas que não quero esquecer nunca, talvez por isso as escreva...para mais frente poder provar que esses sentimentos e sensações de fato existiram e me tocaram mais do que conflitos internos me tocam agora.
Natália Albertini.

Um comentário:

Leticia disse...

Ai mics que conflitada (?).

JÁ SEI!

Toma absinto que essa fadinha aparece e fica tudo mara!

Hahahahahaha

Brinks, amay.