segunda-feira, 28 de março de 2011

Cordas.

Sentado aos lençóis brancos, lisos, de algodão, ele respirava baixo. Os cílios cintilavam ao Sol das quatro. No colo, sua amada. Ele a dedilhava de maneira calma, sutil e fluente. Os acordes pairavam à sua volta, sem rasgar o silêncio, amaciando-o somente. Os olhos, por detrás das pálpebras, descansavam, assim como os cabelos que lhe caíam à testa. Os ombros ouviam em paz. As pernas não se incomodavam com aquele mísero peso do instrumento. As cordas vibravam, mansas, ao toque dos dedos já tão conhecidos. Uma melodia apaziguadora vinha encher o quarto enquanto a luminosidade do outono se esparramava pelo assoalho. Ps.: Ao som de #3, de Ben Harper & The Innocent Criminals. Natália Albertini.

Um comentário:

Taay disse...

Seguindo*-*
Segue?
http://diarioschuh.blogspot.com/