terça-feira, 7 de setembro de 2010

Lençóis amarrotados.

A noite estava quente e chuvosa.
O cabelo grudava em sua testa, rosto e nuca.
Retorcia-se na cama, suando frio, com os olhos apertados, sem conseguir abri-los.
As mãos daquele corpo de alma presa em seu próprio subconsciente agarravam os lençóis com força.
A respiração era ofegante e seca. Os lábios se retraíam sobre os caninos pontiagudos.
Começou a expelir gemidos e tosses que lhe arranhavam a garganta.
O pesadelo era demasiado intenso e realista para fazer aquele corpo submeter-se a tamanha agonia.

Homens corriam e invadiam a casa. Sua irmã jazia no chão, inconsciente.
Ela corria atrás deles com o telefone em mãos, tentando digitar o número do pronto atendimento policial.
A sequência numérica 190 lhe vinha à mente, mas os dedos escorregavam no aparelho. Embaralhavam-se e tropeçavam, sem conseguir digitar corretamente.

As unhas fincadas nas palmas da mão, aflitas.

Correu ao quintal com uma arma empunhada, surgida de sabe-se lá onde.
Alcançou os invasores, mas a este ponto a arma já tinha sumido.
Foi à churrasqueira e de lá puxou um grande espeto, apressando-se em fincá-lo na porção central do peito de todos os invasores, que agora se personificavam em um só homem.

Reclamou em alto tom de voz.
Sentiu alguém chacoalhando seu corpo e por fim acordou, sobressaltada.
Deu-se por conta de onde, como e quando estava.
Sentiu o travesseiro encharcado, o lençol retorcido, o edredom amontoado em seus pés e o cabelo emaranhado.
Viu o corpo deitado ao lado do seu, já retornando a um sono profundo após tê-la salvado de tamanha situação aflitiva.
Revirou-se na cama e vasculhou o quarto escuro e desconhecido ao redor de si, sentindo o mal-estar apossar-se de seu corpo e mente.
Pegou num sono levíssimo, ainda suando frio cada vez que acordava e via, na penumbra, a imagem do homem esfaqueado a fitando com olhos cintilantes.

Natália Albertini.

3 comentários:

Lustosa disse...

Menina, você tem talento, já pensou em escrever algo maior?

Karla Hack disse...

Intenso demais..
Cada linha puro lirismo e sentimento!
;D

LegalJunior disse...

vc é sempre inspirada assim?
parabéns!
show de blog
to seguindo
http://legaljunior.blogspot.com/