terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Ensolarados.

A estrada livre à frente do carro.
O cheiro de mato dançando na serra.
O Sol se esparramando pelo painel.
Minhas pernas quase douradas dobradas sobre a mala aos meus pés. Meus cachos, intempestivos, esvoaçando a frente de meus óculos-de-sol.
Ele dirigindo, sibilando a letra da música ao raído, com seus óculos exagerados.
Ela, de cabelos longos, encostada ao banco, tranquila.
Atrás de mim, ele olhava pela janela.
O carro cheio de malas, nos apertando.
Nós quatro voltando para a vida real.
Nós quatro.
Nós.

Ps.: and what I feel for you, my dear friends, does not have a name.
Natália Albertini.

Nenhum comentário: