domingo, 21 de agosto de 2011

Haven't Met You Yet.

A garoa caía fina na estrada.
O interior do carro era aconchegante e habitado apenas pelas melodias cantaroladas de Michael Bublé.
Ele dirigia com uma mão só, enquanto que com a outra, ao trocar de marchas, sutilmente acariciava a perna esquerda dela, em profunda afeição, sem precisar lhe olhar às íris.
Ela tinha a cabeça encostada ao banco, virada para a direita, olhando a via bem pavimentada, os carros a serem ultrapassados por ele, sibilando a letra das músicas.
A água batia de leve aos vidros.
O trânsito parou.
Ele diminui a marcha e freou levemente.
Cada um olhava para um lado da estrada.
Quem os visse de fora diria que estavam brigados, que não se falavam naquela noite chuvosa.
Por dentro, contudo, a mão dele sobre a coxa dela.
E a mão dela sobre a dele.
Natália Albertini.

Nenhum comentário: