quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

E as Velinhas?

Aconselho você a escutar a música abaixo lendo o texto,a não ser que você queira escutar uma música sua,ou nenhuma(:





Clara já sabia qual escolher.Sabia o tamanho,a cor,o modelo.Ia levar o vestido roxo,pediu à vendedora que embrulhasse para presente e colocaria um laço de fita cor-de-rosa no pacote quando chegasse em casa,era costume o presente ter no embrulho o laço dessa cor desde os 9 anos de idade,ela e Amanda que fizeram tal acordo.Clara sabia tudo sobre Amanda,desde a cor predileta-o roxo-até o homem com que ela havia acordado no dia anterior e detalhes sobre o que havia acontecido entre ela e o tal.Eram melhores amigas
há 20 anos,desde os cinco anos de idade.Se conheceram no jardim de infância e ninguém jamais conseguiu separá-las e jamais conseguiriam,ela tinha absoluta certeza disso,podia sentir o elo incrivelmente forte que as ligava.Não havia amizade mais bela no mundo,na opinião dela.

Clara estava tão empolgada!Adorava comemorar o aniversário da melhor amiga,as comemorações sempre deixavam lembranças para se guardar por toda a vida.Mais lembranças,porque elas tinham muitas,infinitas,bonitas,feias,de todas as cores,tons,cheiros e sentimentos.Enquanto saía da loja e caminhava até a casa do namorado,deparou-se com um velhinho que vendia sorvetes e comprou um picolé,lembrando-se de quando ela e Amanda comeram tanto sorvete que ficaram fortemente gripadas.Olhando os ladrilhos pretos e brancos da calçada,se lembrou de quando elas andavam juntas por aquela mesma rua e uma só pisava no ladrilho preto e a outra só no branco.Passou pelo parque e lembrou-se de quando as duas subiram em uma árvore e ela caiu e quebrou a perna esquerda,lembrou-se de como doía e a Amanda,mesmo desesperada,se mostrou forte e foi buscar ajuda.Descendo uma ladeira,passou em frente de uma loja se lingeries e se lembrou de quando foram comprar o primeiro sutiã,juntas,com suas mães.Caminhando a passos mais lentos,passou por um casal que se beijava e lembrou-se do dia em que Amanda deu seu primeiro beijo e foi correndo até sua casa depois,para contar,porque ela era sempre a primeira a saber de tudo sobre qualquer assunto.Entrou na locadora,que era em frente a uma banca de revistas e jornais, para devolver um filme se lembrou das inúmeras noites que passaram juntas,em claro e de pijama,assistindo “A Princesinha”,prometendo que a amizade delas seria como a das duas garotas do filme,para sempre.Entrando no hall do prédio do seu namorado,Diego,lembrou-se de quando a mãe de Amanda havia morrido e ela havia lhe prometido que elas superariam qualquer obstáculo,qualquer barreira,sempre juntas.

Apertou o botão que tinha o número 12,que levava ao décimo segundo andar,onde Diego morava e lembrou-se que mesmo tendo esquecendo seu celular no apartamento dele, ele não estava em casa,trabalhava até as oito nas quintas,teria que abrir a porta com a sua cópia da chave para pegá-lo.O elevador parou e ela empurrou a porta,segurando a sacola que continha o presente de aniversário da amiga, da MELHOR amiga de todas já existentes.Girou a chave na fechadura do apartamento 121 e empurrou a porta.

Diego e Amanda,que estavam nus e se beijavam fervorosamente sobre o sofá bege,que ela escolhera pra ele.Ela,que não acreditava no que via,piscou duas vezes.Não era miragem.Os dois pararam para olhá-la,foram pegos desprevenidos.Do mesmo jeito que Clara abrira a porta,com rapidez,fechou-a.

As lágrimas invadiram seus olhos e ela, enxergando tudo embaçado,abriu novamente a porta do elevador e entrou.Estava chocada.Por isso Diego recusara o convite para jantar em seu apartamento no dia anterior,porque ele era justamente o homem do dia anterior de Amanda.Presente de melhor amiga,lembrancinha de aniversário para toda a vida.

Pepper Ann

Um comentário:

Gaby disse...

Muuito haver com o meu dia de hoje a parte do vestido roxo!
Mto fofo o blog...um xuxu!

Saudadees!
Bjoooos!