domingo, 7 de setembro de 2008

As estrelas brilham para nós, querida.

Vanessa Carlton - Hands On Me
<\embed> src="http://www.mp3tube.net/play.swf?id=7a220fa8c7e465e994b0e8d8794b3647" quality="High" width="260" height="60" name="mp3tube" align="middle" allowScriptAccess="sameDomain" type="application/x-shockwave-flash" pluginspage="http://www.macromedia.com/go/getflashplayer" wmode="transparent" menu="false"
- E todos os nossos momentos desde que nos conhecemos?
- Que tem eles?
- Nós os deixaremos pra trás?
- Acho que eles já fizeram isso antes da gente.
- Mas...
- Seria demais se eu te pedisse para não insistir?
- Seria. Estaríamos jogando fora mais uma chance!
- É, realmente... É isso. Mais uma... Mais uma chance. Quantas nós já não tivemos?
- Aonde você quer chegar?
- Quero chegar em casa – ela afastou-se dele, soltando seu braço.
- Você me entendeu...
- É, por um certo tempo, entendi. E acho que te entendo. Sabe, eu tinha essa mentalidade também.
-Que mentalidade?
- A de que combinávamos.
- Mas nós combinamos! Todo mundo diz isso!
- Eu não.
- Mas realmente acha que não? – ele pareceu magoado.
- Desculpe-me, mas é verdade. No começo, achava que sim. Mas agora tenho certeza que não.
Ele se manteve quieto, abalado. Depois de alguns momentos, enfim, voltou a relutar:
- Não, mas vejamos os... – ela já estava a onze metros de distância.
E por todos os anos passados juntos, ele sabia que nada a impediria de tomar a decisão que julgava certa.


Natália Albertini.

Um comentário:

Francisco Castro disse...

Olá, gostei muito do seu blog. Ele é muito bom.

Parabéns!

Um abraço