quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Suspiro.

E lá no fundo, onde os olhos famintos por litoral não viam, a massa quente e azul engolia mais um coração entre o entardecer e os braços ondulados.

Natália Albertini.

Nenhum comentário: